Distrito de Saúde Indígena de Manaus pode sofrer intervenção

“Para onde foram os recursos para a compra de materiais da casa do índio de Manaus?”. Essa é apenas uma das respostas que várias lideranças indígenas buscam. Por falta de justificativas convincentes por parte da coordenação regional da Fundação Nacional de Saúde – Funasa, Valdenir Andrade França, do Conselho Nacional de Saúde, irá defender a intervenção no Distrito Sanitário Especial Indígena de Manaus.

“Eu estou sugerindo, de uma forma negociável ao Conselho Nacional de Saúde, a intervenção no DSEI de Manaus. No nosso entender, existem irregularidades na não execução dos serviços de saúde aqui em Manaus”, apontou França. Ele destaca a situação da Casa de Saúde Indígena de Manaus – Casai, como exemplo de irregularidade nos recursos destinados à saúde indígena. “A gente continua dizendo que a Casai deveria ser um exemplo porque ela recebe recursos de vários lugares mas ninguém quer ir para a Casai porque ela é a ‘casa caindo em cima do índio’ e ninguém toma providência”, diz ele.

Valdenir França lembra que chegou a faltar pratos e copos descartáveis naquela unidade de saúde e isso, na opinião dele, “é vergonhoso”.

Seminários – Entre março e abril serão realizados seminários em Campo Grande (MS), Florianópolis (SC), Recife (PE), Manaus (AM) e Boa Vista (RR) para aprofundamento das propostas para a saúde indígena. Conforme anunciado por Valdenir França, os eventos são promovidos pelo Conselho Nacional de Saúde e tem finalidade de reunir as lideranças indígenas para discutir o fortalecimento do controle social, saneamento básico, a autonomia dos distritos e a transferência da saúde indígena da Funasa para o Ministério da Saúde.

“Essa transferência tem de ser feita com responsabilidade para evitar que os inimigos dos índios que estão na Funasa migrem para a secretaria de saúde indígena que estamos propondo”, alerta Valdenir França.

Comments