Vale do Javari: apelo às lideranças das organizações indígenas

Aos senhores
Líderes Indígenas do Brasil

Assunto: Solicitação de apoio ao movimento dos povos indígenas do Vale do Javari dos descasos da FUNAI.

Senhores (as) Coordenadores (as),

Ao cumprimentá-lo cordialmente, vimos pelo presente, comunicar a preocupação da reestruturação da FUNAI, que extinguiu a Administração Regional do Vale do Javari, e vinculando a Coordenação Regional do Vale do Juruá do Estado Acre, sem levar em consideração a área geográfica da nossa região, bem como as diversidades étnicas. E da mesma forma aos povos indígenas da região do Vale do Juruá, que estão esperando as ações dessa nova reestruturação na sua referida região.

O presidente não atende as nossas reivindicações, enviando apenas intermediários desde a saída do decreto. Foi então a senhora Irânia Marque, teve na área, depois o presidente convidou 15 lideranças indígenas do Vale do Javari para Brasília, na hora, nos deixou no auditório em pleno diálogo, se ausentando das nossas conversas, pedindo que a Maria Auxiliadora e seu vice nos atendessem. Quando não houve acordo da nossa parte, porque queríamos explicação do próprio presidente como iam ser a operacionalidade da Coordenação do Vale do Juruá e o Vale do Javari, numa devasta região, como a nossa.

Por ultimo mandou parente FRANCISCO PIANCO ASHANICA do Acre seu atual assessor ao Vale do Javari, que garantiu para as lideranças presentes na assembleia geral dos povos indígenas do Vale do Javari que o decreto de criação da Coordenação do Vale do Javari, sairia em uma semana, dessa forma manipulando alguns representantes que teria de fazer mudança de coordenador, que para nós, não passava de traição das nossas confianças por deste parente, porque não queríamos que fosse substituído de coordenador, enquanto não saíssem o decreto que criasse a Coordenação do Vale do Javari.

Na sua penúltima visita o senhor PIANCO em Atalaia do Norte, foi dito por todos nós liderança e representante das organizações, que iriamos consultar todas as lideranças de povos para entrarem em como acordo. Porém, o PIANCO não respeitou nossas articulações, aproveitando ausência das lideranças que estavam na área consultando as lideranças tradicionais, o mesmo substituiu o Senhor Heródoto Jeans de Sales, e indicando o Bruno de Cunha Araújo Pereira, para cargo de substituto da coordenação da FUNAI.

E a promessa do decreto por parte do PIANCO não saiu até agora e o atual coordenador diz aos indígenas “o órgão é uma nova FUNAI para ação que não acontecia nunca”, criando expectativa aos indígenas, apesar do órgão não ter sequer uma canoa no porto da sede. O que está fazendo é construção de galinheiro nas aldeias o qual ele denomina de “projeto etnodesenvolvimento” para manter-se, no cargo, como se os indígenas fossem crianças ou cegos, porque não está sendo aceito pelos índios na coordenação. Por outro lado, esta coordenação não está aten dendo os povos indígenas do Vale do Juruá.

A portaria do Bruno Cunha Pereira saiu no dia 12 de Setembro passado. Mas, a sua atitude é arcaica, ditador, não tem companheirismos com seus colegas impossivelmente de permanecer na coordenação, por ser autoritário, manipulador, e alega “já acabou o tempo do boi gordo” negando gasolina aos indígenas velhinhos que descem para receber seus vencimentos, etc. Por final, prendeu o meu barco quando voltava da assembleia conforme relatório (anexo) e me multou junto ao IBAMA em R$ 2.699.000,00, fui processado por calunia e difamação, multa que não tenho como pagar, onde encaminhei solicitação de assessor jurídica da FUN AI e fui negado até esta data.

Pois o referido servidor está criando intriga, perseguição com nós lideranças. Também as lideranças indígenas já enviaram vários documentos ao presidente da FUNAI, mas não houve resposta, com isso, está criando um clima de tensão nas comunidades do interior da terra indígenas do Vale do Javari, pode causar divisão de indígenas entre etnias pela manipulação. Informo ainda, que devido à demora do decreto que foi prometido pelo PIANCO sobre a criação da Coordenação do Vale do Javari e indicação do referido servidor, está revoltando aos indígenas da região, caso não seja tomado providencias, a sede da FUNAI pode ser ocupada a qualquer momento.

Diante exposto em nome dos povos Marúbo do Vale do Javari, venho pedir apoio de todas as lideranças de movimento indígenas de nível local, estadual e nacional, que escrevam para o presidente da FUNAI Dr. Marcio Augusto Freitas de Meira através do e-mail: marcio.meira@funai.gov.br a imediata mudança do coordenador substituto Bruno de Cunha Araújo Pereira e acelerar o funcionamento da coordenação do Vale do Javari, porque não queremos ser veiculada a Coordenação do Vale do Juruá, levando em consideração a necessidade de apoio aos povos indígenas da região do Vale do Juruá, que ao longo do tempo vem lutando para terem uma coordenação que os apoiassem.

Portanto estamos solidários aos povos indígenas da região do Acre e junto iremos lutar, buscando melhores condições que de fato essa coordenação vem atender as suas necessidades. Informo ainda, que entre em contato conosco pelo celular: (97)9164-7501 e (92) 9166-7777, ou e-mail: clovis.marubo@yahoo.com.br para que possamos mobilizar em apoio aos povos indígenas do Vale do Juruá, e promover um seminário para discutirmos sobre o assunto.


Atenciosamente

Atalaia do Norte – AM, 31 de Outubro de 2011.

Comments