NOTA DE APOIO DOS POVOS MARÚBO DA TERRA INDÍGENA DO VALE DO JAVARI, AOS POVOS INDÍGENAS DO SUL DA BAHIA.

Nós povos indígenas Marúbo através da Associação de São Sebastião – AMAS, vem por meio desta manifestar o apoio aos povos indígenas Pataxó Ha ha hãe no sul da Bahia, que merece o respeito a vida humana, que vem lutando pela garantia do seus territórios para viverem em paz.
Porque a terra sendo demarcada é a garantia de sobrevivência dos povos indígenas. E os direitos são garantidos na constituição. Temos certeza que povos Pataxós, não invadiram e não precisam ter titulo de terra para dizer que são donos, porque já são natos dessa terra, que foi destruído pelos fazendeiros, e que agora está sobre a mira do agronegócio e cada vez mais jogando estes povos dos seus habitat.
É importante lembrar as autoridades, que os indígenas já viveram ao longo dos anos indígenas e eram cinco milhões. Mas, que foram quase exterminados e agora estão crescendo sua população, e que vai precisar de mais terras. Portanto, tem que devolver terra para os nossos parentes que viveram e vão continuar vivendo neste chão. Os pataxós, não tem culpa da destruição que fizeram para pagar com vida, discriminação, o queremos é a garantia da terra para pataxó. Nós Marúbo do Vale do Javari estamos de mão dados pelos nossos parentes, que estão lutando pela liberdade.
Pois assistimos noticiários nas cadeias de impressas, “índios invadem mais três fazenda na Bahia” argumentos infundados para denegrir imagem dos povos indígenas como vêm acontecendo ao longo da chegada dos não índios em nossas terras.
Hoje 19 de Abril, dia do índio. Comemorar o que? Não podemos comemorar o passado sangrento dos nossos antepassados, mas dizer que ainda existimos e os PATAXÓS da BAHIA merece apoio de todos nós.
Associação Marúbo de São Sebastião
Terra Indígena do Vale do Javari

Atalaia do Norte – AM, 19 de Abril de 2012

Jovens se preparam para 6° Congresso Mundial de Juventude

Adital - Entre os dias 4 e 13 de junho, jovens de várias partes do planeta discutirão questões relacionadas ao desenvolvimento. Os debates ocorrerão tanto com o encontro das diversas juventudes no Rio de Janeiro (RJ), Brasil, no marco do 6° Congresso Mundial de Juventude (CMJ) como na plataforma online, no Congresso Virtual Mundial de Juventude. Quem quiser participar como voluntário/a nos dois Congressos tem até o dia 23 deste mês para se candidatar ao cargo. Leia mais 


19 de Abril - Dia do Índio: mais motivos para lamentar do que comemorar

Adital - O 19 de abril, Dia do Índio, deveria ser de comemoração, no entanto, a população indígena brasileira não tem muito que celebrar. Passaram-se 20 anos e as terras tradicionais ainda não foram demarcadas, falta assistência nas áreas de saúde e educação, falta respeito à cultura e à tradição indígena, as taxas de assassinatos e suicídios não são baixas. Além disso, persiste a criminalização das lideranças. Leia mais 


Mobilização popular é uma das principais diferenças entre Rio 92 e Rio+20, diz diplomata
Rio de Janeiro - O embaixador aposentado Flávio Perri, que coordenou a Rio 92 - a Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento - disse que uma das principais diferenças entre o encontro e a nova Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que ocorrerá em junho próximo no Rio, é que àquela época não havia uma mobilização popular como existe atualmente. Leia mais 

Comments