COMISSÃO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS INTERCEDE POR INDÍGENAS DO VALE DO JAVARI JUNTO AO MS


O deputado Padre Ton (PT/RO), entregou pessoalmente ao Ministro da Saúde, Antônio Padilha, documento contendo mais de 21 mil assinaturas coletadas durante o ano de 2012 pela campanha “Povos Indígenas Vale do Javari: Unidos Pela Saúde, Pela Vida”. A entrega ao Ministro aconteceu no último dia 20 de novembro, conforme informação prestada pelo deputado Domingos Dutra (PT/MA), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. 
No dia 08/11, quatro lideranças indígenas do Vale do Javari participaram de reunião com representantes da Comissão de Direitos Humanos da Câmara. Na oportunidade, eles relataram os problemas decorrentes da falta de assistência à saúde, o descaso com a  educação e os conflitos causados pela invasão de suas terras. 
Em carta endereçada aos indígenas, Domingos Dutra informa que “essa Comissão entregou o referido abaixo-assinado no dia  20  de  novembro  de  2012,  diretamente  ao  Ministro  da  Saúde,  Alexandre Padilha.  A  entrega  foi  feita  pelo  Deputado  Padre  Ton  em  reunião  que  este participou junto a bancada do Partido dos Trabalhadores no Ministério da Saúde”.  
No Ministério da Saúde, os indígenas foram barrados por seguranças e funcionários quando se dirigiam para  protocolar os documentos com assinaturas coletadas. Isso só foi feito horas depois pelo assessor jurídico do Conselho Indigenista Missionário – CIMI, advogado Adelar Cupinski, a quem os seguranças permitiram acesso ao prédio. O mesmo documento foi protocolado na Presidência da República, Ministério Público Federal e Secretaria de Direitos Humanos do Governo Federal sem nenhum obstáculo.
A mobilização em Brasília, no começo de novembro, tinha por finalidade cobrar do Governo Federal providências para por fim às mortes nas aldeias do Vale do Javari, onde mais de 300 indígenas, de uma população de aproximadamente cinco mil pessoas, morreram em decorrência de endemias como malária, hepatites e tuberculose. 
Os indígenas reivindicam do Poder Público: Presença de equipe multidisciplinar permanente (médicos, enfermeiros, dentistas, infectologista); Construção de pólos bases e infra-estrutura básica para a conservação de vacinas; Realização de sorologia em todos os indígenas da terra indígena Vale do Javari; Barcos equipados e rápidos para atendimento e remoção de doentes; Medicamentos em quantidade suficiente para atendimento aos doentes; Saneamento básico; Construção de pistas de pouso e horas de vôo asseguradas em orçamento; Capacitação de agentes de saúde e parteiras; Prevenção e controle da malária. Em médio prazo: nova estrutura para a Casa de Saúde do Índio – Casai, de Atalaia do Norte; Construção de uma casa de apoio para pacientes portadores de endemias.


Comments