ATALAIA DO NORTE: Atendimento demora e criança indígena morre no hospital


Uma criança do povo Matis morreu na noite de ontem, 30/01, no hospital da cidade de Atalaia do Norte (AM), apresentando vômitos e febre alta, segundo informou Gilson Mayoruna, coordenador da Associação Matsés do Alto Jaquirana – Amaj, da região do Vale do Javari. A criança era da aldeia Aurélio que fica no rio Ituí, afluente do Javari, distante da sede municipal cerca de 400 quilômetros. Ela estava internada há cerca de três semanas na Casa de Saúde Indígena – Casai, e, segundo Gilson Mayoruna “os funcionários demoraram muito para levar a criança ao hospital”.
É o primeiro óbito que ocorre no Vale do Javari neste ano. Em outubro do ano passado, pelo menos quatro crianças morreram com sintomas de diarreia, vômito e febre logo depois das eleições municipais. “É inaceitável que uma criança morra na cidade com vômito e febre, sem atendimento adequado”, protesta indignado Gilson Mayoruna. O coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena – Dsei, Heródoto Jean, informou que a criança estava internada há vários dias, apresentava vários problemas de saúde e, com as complicações recentes, veio a falecer.
Há vários dias os líderes indígenas do Vale do Javari reclamam das precárias condições do Dsei do Vale do Javari e do atendimento deficiente. “Este o atendimento aos indígenas na parte da saúde começou muito ruim”, diz Gilson Mayoruna. O coordenador do Dsei, por outro lado, confirma que as dificuldades existem, mas estão sendo superadas. “Instalamos aparelhos de telefone por via satélite em todos os polos base para melhorar a comunicação. Apesar do estado dos barcos temos conseguido transporte com a Prefeitura Municipal e com a Defesa Civil para agilizar o atendimento”, diz Heródoto Jean.
Ele informou ainda que na Casa de Saúde de Tabatinga estão internados 121 indígenas, a maioria do povo Marubo, passando por mais uma etapa do manejo sorológico para detectar casos de hepatite e dar prosseguimento aos que já apresentam a doença. Em todo o Vale do Javari há um grande número de indígenas contaminados com vários sorotipos de hepatite. Mais de 300 mortes por causa dessa doença e das complicações dela decorrentes aconteceram nos últimos dez anos.
A Cidade de Atalaia do Norte fica localizada no oeste do Estado do Amazonas, distante de Manaus, a capital, cerca de 1.300 quilômetros em linha reta. Nela fica encravada a maior porção da terra indígena Vale do Javari, habitada por mais de cinco mil indígenas dos povos Mayoruna, Matis, Marubo, Kanamari, Kulina e pelo menos outros 13 povos sem contato com os não indígenas.

Manaus (AM), 31 de janeiro de 2013.
Conselho Indigenista Missionário
Regional Norte I (AM/RR)

Comments