Margaridas reivindicam medidas de combate a violência contra a mulher

Brasília - A ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, recebeu, hoje (19), da Comissão Nacional de Mulheres Trabalhadoras Rurais (CNMTR) e das organizações parceiras da Marcha das Margaridas, a pauta de reivindicações do movimento. Os principais pontos são o enfrentamento da violência contra as mulheres e como implementar as ações das 54 unidades móveis para mulheres em situação de violência.

A assessoria da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) informou que a entrega das unidades móveis deve ocorrer até o fim do ano. Na quarta-feira (21) serão entregues quatro unidades, duas para o Distrito Federal (DF) e duas para Goiás (GO).

Ainda nesta terça-feira estão marcadas audiências no Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, onde deverão ser recebidas pela ministra Tereza Campello. A noite acontecerá um ato pela memória dos 30 anos de assassinato de Margarida Maria Alves.

A Jornada das Margaridas vai até quarta-feira (21), quando as camponesas farão um ato nacional que reunirá 400 trabalhadoras rurais. A cerimônia será no Lakeside Hotel, às 10hs. A jornada ocorre de quatro em quatro anos, quando se faz um balanço dos avanços conquistados e, também, das propostas que não foram implementadas pelo governo.


Agência Brasil

Comments