Mobilização indígena em Roraima: um ato de amor a mãe terra e contra a violação dos direitos indígenas a PEC 215

Com o início da Mobilização Nacional, ocorrida hoje, 30, em Brasília, os povos indígenas de Roraima
fortalecem o movimento, realizando a mobilização local, na quarta-feira, 2, na Comunidade Indígena Sábia, Terra Indígena São Marcos, município de Pacaraima, aproximadamente a 190 km da capital Boa Vista.

Foi mobilizada a participação das comunidades indígenas, das onze etnoregiões do Estado, envolvendo os povos indígenas Macuxi, Wapichana, Taurepang, Patamona, Ye`kuana e Yanomami, com a participação de movimentos sociais. A expectativa é reunir mais de mil pessoas.

A abertura do movimento será às 8h, com apresentações de danças e cantos tradicionais e a entoação do hino Nacional na língua indígena. Em seguida, as lideranças e organizações indígenas vão expor os objetivos da mobilização. Para o momento foram confeccionados faixas, cartazes e bandeiras, expressando repúdio a PEC 215 e PPL 227, contra a Portaria 303 da AGU, a bancada ruralista, contra o governo Dilma, assim como, a favor das demarcações de terras indígenas, respeito aos direitos constitucionais, à sustentabilidade, à autonomia e ao respeito à vida dos povos indígenas.  

Assumindo o compromisso de luta pela garantia dos direitos conquistados, através das lutas das lideranças indígenas na época da Constituinte, crianças, jovens e mulheres participarão do ato de protesto contra a PEC 215 e outras leis que violam os direitos indígenas, às 9h.

À tarde haverá apresentações das atividades culturais das regiões, pronunciamento das crianças e jovens, leitura da Carta de Repúdio destinada às autoridades locais e nacionais. O encerramento será com o grande ato de protesto dos povos indígenas de Roraima.

Os povos indígenas convidam toda sociedade a também participar da mobilização local, pois não se trata só dos direitos indígenas, mas direitos humanos. Um chamado, a busca de sociedade mais justa, cidadã, pois um país rico é um país que respeita a diversidade cultural indígena, principal formação política, social e cultural do Brasil. Viva até o último índio!

Para o deslocamento dos participantes sairá da sede do Conselho Indígena de Roraima, dois ônibus, às 4h da madrugada, no dia 2, com destino ao local da mobilização. A sede do CIR fica localizada na Avenida Sebastião Diniz, 2630, São Vicente, em Boa Vista. Mais informações e confirmação de presença na Secretaria da organização, através do contato (95) 3224-5761 ou na própria sede.

Esclarecimentos

A organização do movimento esclarece que nenhum momento foi discutido na programação da mobilização, o fechamento da BR 174, embora o acesso tenha sido construído dentro da Terra Indígena São Marcos. A mobilização será realizada de forma pacifica, sem causar transtornos e na mesma perspectiva de outras mobilizações, sendo de forma organizada e com foco nos seus objetivos.

Conselho Indígena de Roraima - CIR

Comments