INDÍGENAS DENUNCIAM AMEAÇAS

Na tarde do ultimo sábado, 28/03, um grupo de 15 pessoas comandadas por Antônio Pereira e outro homem chamado Alan, destruíram bens e fizeram ameaças aos moradores do rio Mutuca, na terra indígena Ponciano. Esta foi a terceira vez nos últimos dois meses que os indígenas receberam ameaças de pessoas que se dizem proprietárias da área. O caso foi registrado no dia 30 de março na 35ª Delegacia Interativa de Policia no município de Careiro da Várzea e relatado na manhã desta terça-feira, 31/03, no Ministério Publico Federal por Ademar Coelho da Silva e pelo cacique da aldeia Ponciano, Marcos Antônio Ponciano Figueiredo, do povo Mura.

A ameaça foi feira diretamente a Ademar Coelho da Silva e outras dez pessoas de sua família.
Em fevereiro passado, por duas vezes, as mesmas pessoas se dirigiram ao local acompanhadas de policiais. Na ocasião, Ademar apresentou aos policiais o documento assinado pela Juíza Federal Jaíza Maria Pinto Fraxe, da 1ª Vara Federal, em 28 de maio de 2013, rejeitando a reivindicação de posse feita por Raimundo Rogerio Pereira da Silva e reconhecendo a área como parte da terra indígena Ponciano não cabendo, portanto, reintegração de posse.

A terra indígena Ponciano tem 4.329 hectares, foi delimitada pela Fundação Nacional do Índio (Funai) em primeiro de agosto de 2012 e fica no município do Careiro da Várzea, no Amazonas.

Na Funai, para onde se dirigiram Marco Antônio e Ademar Coelho da Silva, apos depoimento no Ministério Publico Federal, eles não foram bem atendidos. “Nós demos todas as informações necessárias para que a Funai tomasse alguma providencia, mas nada foi feito. Nós não podemos contar com a Funai para acabar com esses conflitos”. Reclama Ademar Coelho.

Por causa da luta pela terra, várias lideranças indígenas do povo Mura tem sofrido ameaças de morte. Marco Antônio Ponciano é um dos lideres na mira dos latifundiários e madeireiros da região. Por volta das onze horas desta terça-feira, no momento em que era ouvido no MPF,  ele recebeu chamada telefônica de um de seus familiares dizendo que teria recebido, minutos antes, a noticia  de que ele teria sido morto.

Fonte: Cini Norte I

Comments