INDÍGENAS REALIZAM FESTIVAL E MOSTRA CULTURAL

Herton Rodrigues: Festival servirá para fortalecer cultura
Divulgar os costumes e recuperar algumas tradições sufocadas pela imposição de
valores da população predominante são as principais motivações de dois eventos que acontecerão no final deste mês, promovidos por organizações indígenas. No Careiro da Várzea os  Mura realizam o II Festival Indígena Mura (Festim) e, em Nova Olinda do Norte, os Maraguá promovem a sua Primeira Mostra Cultural.
O II Festim será realizado nos dias 31/07 e 01/08 na aldeia Sissaíma, localizada no rio Mutuca, município de Careiro da Várzea, distante de Manaus cerca de 30 quilômetros. Haverá apresentação de danças, comidas típicas e jogos. No próximo dia 31 se encerrará o campeonato de futebol que começou em maio. No dia 01/08 acontecerão jogos indígenas tradicionais como arco e flecha, tiro de zarabatana, natação, canoagem e exposição de artesanato.
O primeiro Festin aconteceu no ano passado na aldeia Santo Antônio.
O professor Herton Rodrigues Filgueiras, do Núcleo de Educação Indígena da Prefeitura Municipal do Carreiro da Várzea explica que o II
Festim tem a finalidade de revitalizar a cultura dos Mura em vista de que o povo já perdeu grande parte de seus traços originais, como as danças, a língua, rituais e outros costumes. Do evento participarão oito comunidades.
Maraguá -No dia 30/07, às 16 horas, nas dependências da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) de Nova Olinda do Norte, acontecerá a I Mostra de Cultura e Arte do Povo Maraguá, promovida pela Associação do Povo Indígena Maraguá (Aspim). Cinco comunidades dos rios Abacaxis, Paracuni e Curupira vão participar.  

“Já faz tempo que nós queremos mostrar nossa cultura para a população de Nova Olinda do Norte”, explica Everaldo Castro de Araújo. As comunidades, segundo ele, foram motivadas a mostrar a cultura “porque a história dos indígenas está inserida na história do município, mas a população local não a conhece.”

Comments