SECOYA COMEMORA 25 ANOS COM JORNADA EM DEFESA DOS DIREITOS INDÍGENAS

Aproveitando as comemorações dos 25 anos de atuação junto ao povo Yanomami, a equipe da
Associação Serviços e Cooperação com o Povo Yanomami (Secoya), estão lançando a “Jornada pelos direitos indígenas” procurando contribuir no processo de luta pelos direitos dos povos indígenas num dos piores momentos da política indigenista brasileira. Trata-se de uma conjuntura caracterizada pela redução sistemática dos direitos constitucionais, violação dos tratados internacionais firmados pelo Brasil e aumento da violência contra os povos indígenas e populações tradicionais.

Caracteriza-se ainda pela ausência de uma política indigenista no Amazonas, estado de maior população e expressão da diversidade étnica, cultural e linguística do país. O momento da atual conjuntura política, tanto em nível estadual quanto nacional, está centrada na eliminação sistemática dos obstáculos existentes para descaracterizar os processos legais de reconhecimento da terra, visando abrir os territórios indígenas, as terras das populações tradicionais e as reservas ambientais ao agronegócio, a mineração e aos projetos econômicos que afetam diretamente às populações locais.

O momento requer, portanto, reflexão, articulação e capacidade de programar dinâmicas e estratégias a altura dos desafios que se opõem aos povos indígenas.

A Jornada ocorrerá entre os dias 18 a 22 de setembro próximo e contará com a presença de uma delegação Yanomami inclusive o Davi Kopenawa. Diversos eventos estão sendo previstos com o objetivo de fortalecer as articulações do movimento indígena, oferecer maior visibilidade à realidade Yanomami e a questão indígena, debater questões importantes dessa problemática, tais como educação, saúde, realidade social indígena, conjuntura política, movimento indígena e futuro dos povos indígenas.

Neste contexto, conjuntamente com a COIAB, a UMIAB e o FOREEIA, convidamos aos representantes dos diversos segmentos ligados ao movimento indígena e seus parceiros para um encontro no dia 22 de setembro, no MUSA do Largo, (09:00 hs às 16:00hs).

Este encontro está centrado em três objetivos essenciais:

1) Avaliar e aprofundar a reflexão a respeito da lamentável política indigenista estadual, definir estratégias e encaminhar um documento reivindicatório para o novo governador eleito, buscando inclusive marcar uma audiência com o mesmo;
2) Avaliar e discutir a situação da política indigenista do Governo Temer e refletir sobre formas de enfrentamento;
3) Trocar ideias a respeito da situação do movimento indígena, hoje enfraquecido, buscando constituir uma frente unificada com uma pauta mínima acordada estrategicamente.

Após o encontro, às 16:30 hs, a Jornada será concluída com um Ato Público que estamos tentando marcar na Praça São Sebastião.

Esta iniciativa preconiza contribuir com o fortalecimento do movimento e da causa indígena confiando na capacidade e na determinação dos povos indígenas em demonstrar a sua força de viver e de construir um futuro melhor para as futuras gerações.
O evento promovido pela Secoya juntamente com a Hutukara Associação Yanomami, Conselho Indigenista Missionário (Cimi Norte I), Forum Estadual de Educação Escolar Indígena do Amazonas (Foreeia) e Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab).


PROGRAMAÇÃO

SEGUNDA FEIRA - 18/09
12:00h - Amostra de cinema: “Xapiri”, seguida de debates com representantes Yanomami.
Local: Cine Tarumã – UFAM.
19:30h - Cerimônia de abertura da jornada pela defesa dos direitos indígenas e pela vida do povo Yanomami.
Abertura da amostra fotográfica e de artefatos Yanomami.
Local: Centro Cultural dos Povos da Amazônia – CCPA.

TERÇA FEIRA - 19/09
09:00h - Audiência dos Yanomami e da Secoya com o Ministério Público Federal e representantes dos municípios de Santa Isabel do Rio Negro, Barcelos e da Gerência de Educação Indígena.
14:00h - Bate Papo com Yanomami: “Desafios e ameaças no contexto atual”.
Participantes: COIAB, FOREEIA, CIMI, COPIME, etc.
Local: UFAM – Hall de entrada do IFCHS.
18:00h - Amostra de cinema: “Escolarizando o Mundo”, seguida de debates com representantes Yanomami.
Local: Teatro Gebes Medeiro.

QUARTA FEIRA - 20/09
09:00h - Reunião entre a representação Yanomami e a Gerência de Educação Escolar Indígena –
SEDUC.
12:00h - Amostra de cinema: “Davi contra Golias 30 anos depois”, seguida de debates com representantes Yanomami.
Local: Cine Tarumã – UFAM.
14:00h - Encontro do movimento indígena com movimentos sociais do Amazonas: “Perspectivas e alianças”.
Local: Centro de Formação da Arquidiocese de Manaus – CEFAM

QUINTA FEIRA - 21/09
08:00h - Debate: “Saúde indígena: impacto na infância Yanomami”.
Participantes: Representantes Yanomami, Centro de Medicina Indígena, Fiocruz, CASAI.
Local: Escola de enfermagem de Manaus/UFAM
14:00h - Apresentação: “Conhecendo o povo Yanomami: realidade e cultura”.
Participantes: Representantes Yanomami.
Local: Musa do Largo.
18:00h - Amostra de cinema: “Depoimentos de lideranças indígenas do Brasil e Peru”, seguida de debates com representantes Yanomami.
Local: Teatro Gebes Medeiro.

SEXTA FEIRA - 22/09
09:00h - Reunião interna entre representantes do movimento indígena e delegação Yanomami para discutir a atual política indigenista.
Local: Musa do Largo.
12:00h – Amostra de cinema: “Índio cidadão?”, seguida de debates com Yanomami.
Local: Cine Tarumã – UFAM.
16:00h - Ato público: Mobilização do movimento indígena.
Local: Largo de São Sebastião

Manaus (AM), 15 de setembro d3 2014
Associação Serviço e Cooperação com o Povo Yanomami – Secoya
Cimi Norte I – Assessoria de Comunicação

Comments