INDÍGENAS PODEM TER SIDO VÍTIMAS DE TRAFICANTES



Três homens foram mortos a tiros e uma mulher ficou ferida por ação, provavelmente, de traficantes peruanos.  As vítimas foram identificadas como indígenas do povo Tikuna da comunidade Betânia.
O crime aconteceu por volta das 18 horas no último dia 02/10 no município de Santo Antônio do Içá, no oeste do Estado do Amazonas e está sendo investigado pela 53ª Delegacia Interativa de Polícia, conforme noticia a imprensa de Manaus.
 Santo Antônio do Içá fica na região do Alto Solimões, distante de Manaus, a capital do Estado, cerca de 880 quilômetros em linha reta. Naquela região vivem vários povos indígenas, entre as quais os Tikuna que tem uma população de 46.068 indivíduos e representa 6,8% de toda a população indígena do Brasil, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Situada na fronteira entre Brasil, Peru e Colômbia, a região do Alto Solimões é conhecida rota do tráfico internacional de entorpecentes. Com frequência os órgãos policiais realizam apreensões de drogas que entram no país por aquela rota sem, porém, impedir o trânsito e as ações violentas dos traficantes.
No dia 12/05 passado, agentes de saúde e indígenas da aldeia Marajaí, no município de Alvarães, no Médio Solimões, foram espancados e ameaçados por traficantes. Um missionário do Cimi chegou a ser perseguido pelos agressores. 
A violência foi denunciada à Polícia Federal, Secretaria de Segurança Pública do Amazonas e Ministério Público Federal. Na ocasião, policiais federais de Tefé informaram que o efetivo local conta com apenas três agentes para uma extensão territorial formada por oito municípios. 
As populações indígenas do rio Solimões, por serem numerosas, são mais vulneráveis às ações de traficantes de drogas na localidade.

Comments